Abhorsen e a destruição da Vida

abhorsen_capaO último volume da série Reino Antigo, de Garth Nix, traz uma luta contra um inimigo pior do que qualquer coisa que os heróis da série já tenham enfrentado. Lirael e o príncipe Sameth precisam deter o avanço de uma força maligna perto do Lago e descobrir o que está acontecendo.

Garth Nix continua a aventura fantástica com fôlego e personagens incríveis trabalhando juntos. Os mundos colidem: é hora do Reino Antigo juntar forças com quem estiver disposto do outro lado do muro. Com várias frentes narrativas, ele traz o final do passeio pelas terras do mundo de fantasia criado nos livros anteriores. Em Sabriel, conhecemos o Reino Antigo, em Lirael vemos seu desenvolvimento após a volta do Governo e da família real. Em Abhorsen temos o desfecho: algo quer desafiar os poderes da Ordem e é pior do que qualquer coisa que conhecem e mais antigo do que o próprio mundo.

As personagens precisam correr contra o tempo, mas forças demais atuam em sentido contrário. Não dá para confiar em ninguém, não há para quem pedir ajudá. E não se sabe nem contra quem lutar. Os braços do mal se estendem por além do Muro, principalmente na política Sulista.

Com seu estilo tradicional, Garth Nix explica de forma rápida o funcionamento do mundo que criou. Muito fica para a imaginação do leitor e muito não é explicado. E isso não é ruim, pois dessa forma ele não cai em contradição e fica mais livre para criar sua história.

Garth Nix é, certamente, um dos melhores escritores de fantasia atualmente. E encerra uma série de livros incrível da melhor, e ao meu ver a única, forma possível. Sem enrolação, sem grandes reviravoltas e com um final ao mesmo tempo chocante e, talvez possamos chamar assim, feliz. Fica para o leitor imaginar o que acontece depois, quais os rumos do Reino Antigo e como ele vai se reestruturar.

Garth Nix, Abhorsen (Abhorsen), Editora Rocco. Tradução: Chico Lopes. 328 páginas, R$ 42.

Gabriela Colicigno

Jornalista, ruiva, nerd, geek e louca por chocolate. Passa a maior parte do tempo do dia no computador, vendo seriados no Netflix, lendo um livro, ouvindo música ou brincando com os gatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *