Conheça Desire, projeto multiplataforma brasileiro

0

Desire, um projeto em desenvolvimento há quase trinta anos finalmente vai tomando forma e promete lançamentos ousados para 2016. Criado por Daniel Abrahão, Desire é um multiverso que será lançado em forma de livros, filmes, jogos, sinfonias musicais e ilustrações, tornando-se um dos maiores – senão o maior – projetos multiplataforma que o Brasil já viu.

Recentemente a equipe do Who’s Geek conversou com Paulo “Polé” Pourrat sobre esse ousado e interessante projeto. Polé antes trabalhou junto de Ivan Baroni e Luiz Fernando Giolo para o lançamento dos livros Piadas Nerds, até ser “fisgado” por Daniel Abrahão para trabalhar no Desire. Ele concordou em nos dar uma entrevista e nós conversamos com ele durante uma hora e meia. Eis os principais elementos do Desire que você precisa conhecer.

A história por trás do projeto

Desire_4

“O projeto Desire está em produção há quase trinta anos”, explicou Polé Pourrat. “O Daniel sonhou com o universo e os personagens quando ele era criança, aos quatro anos de idade, e desde então ele tem trabalhado nessa ideia, que é a ideia da vida dele”. Quando Daniel tinha 15 anos, ele e seu amigo Diego Padula decidiram transformar a ideia em um RPG e, desde então, a empreitada vem crescendo exponencialmente. Atualmente, há cerca de 50 a 60 pessoas envolvidas nela.

Recentemente foi criado o estúdio Desire, que unirá histórias de ficção científica e fantasia que fazem parte do Universo Archin. Por meio de crowdfunding, os integrantes da equipe buscam adquirir o orçamento necessário para todos os seus lançamentos. O valor é alto, mais Polé garante que eles já adquiriam o suficiente para os primeiros lançamentos. “Conseguimos financiamento suficiente para a produção da obra literária e musical”, afirmou. “Os artistas envolvidos precisam ser pagos”, riu.

O livro, que contará a história principal está sendo atualmente escrito pelo colunista do Who’s Geek Roberto de Sousa Causo. “O Causo e o Daniel se conheceram durante uma mostra de ficção científica na Ana Rosa. O Daniel gostou do trabalho dele e nós achamos que seu estilo de escrita tem tudo a ver com o nosso universo, já que nós queríamos que o romance fosse mais denso e mais robusto”, contou Polé. Ele também afirmou que “há história suficiente para 16 livros”.

Desire_3

Para a elaboração da história, pesquisas históricas e de campo foram feitas. Daniel Abrahão fez o percurso da jornada de Gokemaru, o protagonista samurai, no Japão, e também efetuou uma análise cultural. “Nossa ideia é unir fatos históricos, ficção e fantasia”, explicou Polé.

Paralelamente, uma sinfonia intitulada Archin no Uria foi composta para acompanhar o lançamento do livro. Os compositores Yuzo Akahori, Kenio Fuke, Pedro Barossi e Elias Tetsuo estão trabalhando na composição que será interpretada pelo maestro Felipe Ayala e lançada simultaneamente com o livro. Uma apresentação será feita no Centro Cultural São Paulo, em frente ao metrô Vergueiro.

O estúdio Desire também tem projetos futuros de criar um board game, um card game e um videogame utilizando a tecnologia em desenvolvimento dos óculos digitais. Ilustrações do projeto, com cenários e personagens já foram feitas pelo artista brasileiro Diego Cunha, que também está ilustrando algumas das cartas que farão parte do card game, embora, de acordo com Polé, outros ilustradores foram abordados para darem conta de um projeto tão grande.

A história do Universo Archin

Desire_2Archin é uma entidade superiora que, durante sua busca, fragmenta em três partes sua alma que são colocadas em três personagens espalhados pelo globo. Um é um samurai japonês chamado Gokemaru, que influenciará os destinos da corte de Amatesaru. O segundo é um padre irlandês chamado Yann, que ao lado de Robert the Bruce, participará da guerra da independência da Escócia. E o terceiro é um índio sul-americano, presumivelmente do Brasil antes da colonização, chamado Akawã que vive às margens do Rio Negro e que é o mais sábio e ambicioso líder guerreiro de sua aldeia.

Todos esses personagens participam de suas respectivas histórias desconhecendo o fato de que são todos integrantes da mesma entidade, Archin, que viaja pelos confins do espaço em busca de seu irmão, Ashra, cuja consciência dissipou-se pelo universo.

“Até o momento (novembro de 2015) nós temos mais de cem mundos criados, cada um com suas próprias organizações sociais, políticas e biológicas”, explicou Polé. “Isso vai contra estúdios como Marvel, por exemplo, onde todos os planetas contêm humanoides. Já no universo Archin, esse não é o caso. Por exemplo, em um dos mundos que nós criamos, os seres que o habitam são compostos por hidrogênio e titânio e não tem nada a ver com humanoides”.

Por meio dos games e dos livros, o público terá a oportunidade não somente de conhecer a história principal de Archin, Gokemaru, Yann e Akawã, como também poderá explorar o imenso e complexo universo criado pelo estúdio Desire.

O que esperar para 2016

De acordo com Polé, a estimativa do estúdio Desire é de que o livro seja lançado em julho de 2016. Para tanto, foi feita uma parceria com a editora Devir para distribuição, marketing e impressão. “A Devir é a principal editora de publicação de ficção científica e fantasia no Brasil, então ela foi uma escolha óbvia”, justificou.

Desire_1

“Este não é um livro comercial”, afirmou Polé. “Lógico que queremos que ele venda e faça sucesso, mas nosso objetivo é publicá-lo acima de tudo. Temos uma preocupação muito grande com a queda da qualidade do material, então estamos fazendo de tudo para entregar tudo da melhor forma possível”. Ele explicou que um dos propósitos do livro é instigar o leitor a refletir. “Ele tem um alto conteúdo filosófico”.

Paralelamente, a orquestra de Felipe Ayala fará a interpretação dos temas e os álbuns estarão disponíveis para a venda. A produção dos jogos está em andamento, e a ideia é que o board game seja lançado até o final do ano que vem. As demais produções, incluindo os curtas-metragens que serão escritos por Marcio Lima ainda estão em um estágio muito embrionário e sem data prevista de lançamento. Ainda.

Para ajudar a financiar este projeto, é fácil. Acesse o link do site Catarse e faça o cadastro exigido pelo site. Quanto maior a contribuição, maior será a recompensa, que vai desde uma edição do CD com a trilha sonora, uma edição do livro e uma arte exclusiva.

Normalmente, em projetos de escala tão grande no Brasil, a tendência é ficar um pouco com o pé atrás. No entanto, a história do Universo Archin parece genuinamente instigante, e, pela quantidade de talentos e esforços envolvidos, não há razão para não pensar que este será um projeto muito, muito bem sucedido.

Se você se interessou por este projeto, ajude ele financeiramente – se possível – e continue acompanhando o site do Who’s Geek, no qual iremos postar novas notícias sobre ele em breve.

Veja mais sobre o projeto clicando nos links abaixo:

Comments

comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here