Destiny – Ainda vale a pena?

0

Antes mesmo do lançamento de Destiny, estive presente no jogo. Participei de uma versão Alfa e duas versões Beta (tanto no Xbox One quanto do PlayStation 4) e não pude deixar de me admirar, tanto com o vídeo inicial dos primeiros passos da humanidade em Marte até a beleza dos gráficos desse jogo de tiro em primeira pessoa.

Destiny_1Com o lançamento do jogo, entrei de cabeça logo no dia do lançamento, correndo para comprar minha cópia física na loja (ainda não consegui aderir completamente ao formato digital). Foi então que minhas decepções começaram. Mesmo fazendo todas as missões disponíveis em todos os planetas do jogo (Terra, Marte, Vênus e… Lua?), Destiny me rendeu apenas 8 horas de jogo. Para um game que foi prometido como um MMORPG de ação, isso é muito pouco. Cada planeta tem apenas uma área disponível, e todas as missões do lugar se passam nela. Os inimigos são todos iguais uns aos outros e, mesmo que você troque de planeta, eles estarão lá também. E nem pergunte sobre a história: ela é extremamente escassa no jogo e depende de umas tais de Cartas do Grimório, que explicam melhor o universo do game, mas apenas se você estiver disposto a ler tudo isso no site do game ou no aplicativo para smartphones e tablets.

Destiny_2Gato por Lebre
Mas isso não chega nem a metade da decepção que tive com o sistema de itens. Você batalha por uma fase inteira na dificuldade mais alta, esperando ganhar aquela arma especial que fará de você o maior Guardião do Sistema Solar… e nada. Você recebe a mesma arma de quando jogou no modo fácil ou apenas uma peça de armadura pior da que você já está usando. Para completar o purgatório, os Engramas encontrados, que servem para serem trocados por armas, não davam a recompensa merecida. Digamos que você batalhou por uma hora para conseguir um Engrama Lendário. Quando você retornava ao personagem que troca esses itens, ele entregaria uma arma Incomum ou, no máximo, Rara. Parabéns, 60 minutos da sua vida perdidos para nada.

Destiny_5A Bungie, produtora do game, tem seus méritos. Eles ouviram as reclamações do jogadores e se esforçaram ao máximo para consertar os problemas de Destiny. Resolveram o problema dos Engramas, rebalancearam as armas e tornaram o jogo mais justo. E então lançaram a primeira expansão, A Escuridão Subterrânea. Novidades? Bem, se a sua vontade é estender por mais algumas horas o velho círculo vicioso de invadir uma área, matar um monte de inimigos que você já viu e ganhar armas melhores…  Vá em frente.

Jogar Destiny com os amigos talvez seja a única salvação para o jogo render mais tempo. É muito legal juntar mais dois cúmplices para ajudar nas missões mais complicadas e montar táticas com mais cinco colegas para vencer as temidas Incursões. Mesmo assim, tudo chega ao mesmo impasse de jogar apenas para conseguir armas melhores para continuar a subir de nível.

Com uma direção de arte e trilha sonora excelente, Destiny diverte por um tempo até enjoar por sua repetição. Não vale o preço de lançamento, mas com as promoções atuais é diversão garantida por um bom tempo.

Jogo: Destiny
Desenvolvedora: Bungie
Plataformas: PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One.
Data de Lançamento: 9 de setembro de 2014
Preço: a partir de R$ 119

Comments

comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here