Ex Machina: Quase Humano

Inteligência Artificial é um dos mais atuais, controversos e complexos temas explorados pela ficção científica. É também um dos mais insolúveis e possíveis da atualidade, visto que a evolução tecnológica coloca o surgimento de uma inteligência artificial auto-consciente em um futuro próximo. O porém, é entender o que é ser “auto-consciente”, uma questão que Ex Machina (Ex Machina, EUA, 2015) não se propõe a responder. Ainda bem.

Caleb (Domhnall Gleeson) é um programador da maior empresa de internet do mundo e ganha um concurso para viajar até a casa do presidente da empresa, Nathan (Oscar Isaac) e testar o que teoricamente é uma inteligência artificial revolucionária que foi recentemente desenvolvida. No entanto, quando ele chega lá, descobre que essa inteligência artificial está enclausurada no corpo de uma bela robô feminina chamada Ava, e que existem segredos por trás de seu desenvolvimento e por trás da razão de ele estar onde está.

É uma proposta simples com significados complexos e com uma realização bem-sucedida. Alex Garland é uma das jovens promessas dentro da ficção científica, tendo escrito roteiros de filmes como Sunshine, Extermínio e Dredd. Ex Machina, seu primeiro filme como diretor, mostra seu talento para nuances, diálogos, posicionamento de câmera e construção de clima.

Ex Machina é um filme surpreendentemente bem feito e com um roteiro inteligente e repleto de subtons mitológicos, desconsiderados alguns furos na trama. Não obstante, parece meio vazio e desprovido de calor humano. Como um celular novo que você compra, mas depois descobre que não é tão bom por dentro quanto bonito por fora. Mas o destaque positivo fica por conta de Alicia Vikander que, com um tom de devaneio, rouba o filme dos outros dois atores.

Roberto Fideli

Jornalista e mestrando da Faculdade Cásper Líbero. Fanático por cinema, desenhos japoneses, fantasia e ficção científica. Seu sonho é ser piloto de naves espaciais, mas não tem coordenação motora para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *