A Guerra dos Mundos | Clássicos da Ficção Científica #22

1

guerra_dos_mundos_capa_sumadeletrasHerbert George Wells foi um escritor e ensaísta britânico nascido em 21 de setembro de 1866 e falecido em 13 de agosto de 1946. Apesar de ter escrito livros sobre história, política e comentário social, em sua carreira ele ficou mais conhecido como escritor de ficção científica. Prolífico, escreveu clássicos como A Máquina do Tempo (1895), O Homem Invisível (1897) e A Guerra dos Mundos (1898). Ao lado de Júlio Verne e Hugo Gersnback, ele é considerado por escritores e teóricos contemporâneos como um dos “pais” da ficção científica.

A Guerra dos Mundos (The War of the Worlds), é um de seus trabalhos mais reconhecidos. A obra é narrada em primeira pessoa por protagonista de nome desconhecido, que testemunha uma invasão alienígena na Inglaterra do final do século XIX. Esses seres tecnológica e biologicamente muito mais avançados que nós vieram de marte com o propósito de colonizar nosso mundo – e exterminar seus habitantes.

Com uma estrutura episódica, o livro acompanha as tentativas do herói de escapar da destruição em massa que é perpetuada pelos invasores. Com um pouco de sorte – e inteligência – ele vai pulando de cidade em cidade, navegando por entre os escombros da civilização ocidental, procurando pela esposa (e por algum sentido em meio àquela destruição).

Escrito em um período no qual o Reino Unido era a grande potência cultural e naval do globo, A Guerra dos Mundos funciona como um pungente comentário sobre o mundo do final do século XIX. Mesclando darwinismo social, sob a forma de invasores que exercem seus direitos como raça superior sobre nós, o livro fala profundamente sobre Imperialismo e Colonização, dialogando profundamente com livros como O Coração das Trevas (1899) de Joseph Conrad.

Dentro da literatura da ficção científica, A Guerra dos Mundos inaugurou a literatura de invasões alienígenas, uma das características mais facilmente reconhecíveis do gênero. Também inspirou os robôs gigantes que surgiram na década de 1970 no Japão (os mechas), e a obra de Edgar Rice Burroughs (A Princesa de Marte, de 1912, e suas continuações).

Autores renomados de FC, como Ursula K. LeGuin, Ray Bradburry, Isaac Asimov e Frank Herbert, já afirmaram terem sido influenciados pelas obras de Wells. A Guerra dos Mundos já foi adaptada incontáveis vezes para televisão, cinema, rádio, e histórias em quadrinhos. Algumas das adaptações cinematográficas mais marcantes são a de 1953 e a de 2005, dirigida por Steven Spielberg e estrelada por Tom Cruise. No rádio, o livro foi adaptado por Orson Welles em 1935. O programa causou pânico nos Estados Unidos, pois alguns ouvintes não sabiam que aquilo se tratava de uma obra de ficção.

Sofisticado e direto ao ponto, A Guerra dos Mundos é uma das mais importantes obras de ficção científica do século retrasado mas, além disso, é um relato direto e cruel sobre a guerra.

Comments

comments

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here