O Apanhador de Sonhos (Stephen King) | Clássicos da Ficção Científica #27

Capa O apanhador de sonhos.aiO Apanhador de Sonhos foi escrito por Stephen King, um romancista norte-americano nascido em 21 de setembro de 1947 e um dos autores mais publicados do mundo: seus livros já venderam mais de 350 milhões de cópias desde o começo de sua carreira, em 1974. Até 2016 ele publicou 54 romances e mais de 200 contos que navegam pelos gêneros do terror, suspense, ficção científica, fantasia, mainstream e não-ficção. Entre seus trabalhos mais conhecidos, estão Carrie, a Estranha; O Iluminado; A Dança da Morte e A Torre Negra.

Em 2003, ele recebeu um prêmio do National Book Award por sua contribuição à literatura norte-americana e recebeu várias críticas, incluindo do teórico e crítico literário Harold Bloom, que o chamou de escritor medíocre. Porém, outros autores e críticos, como o polêmico Orson Scott Card, foram ao auxílio de King e disseram que só por que ele não agrada a uma certa elite intelectual, isso não significa que ele não seja um tremendo escritor.

Em 1999, Stephen King quase morreu atropelado por uma van, acontecimento que ele descreve em detalhes em sua obra Sobre a Escrita. Durante o tempo em que ele ficou hospitalizado com a perna e o quadril quebrados e um pulmão perfurado, Stephen King escreveu O Apanhador de Sonhos, à mão. O livro foi publicado em 2001.

A história se passa em uma cidade fictícia chamada Derry, no estado do Maine e acompanha quatro personagens principais: Jonesy, Henry, Pete e Beaver. Quando crianças, eles salvaram um menino chamado Duddits portador de síndrome de Dawn, de um grupo de valentões. A questão é que o Duddits tinha poderes paranormais que incluem telepatia e a habilidade de compartilhar sonhos e, depois desse encontro, todos eles adquirem, em maior ou menor grau, habilidades telepáticas.

Vinte anos depois, os quatro amigos se reúnem em uma cabana na floresta próxima à cidade para caçar. Só que eles decidem fazer isso no meio de uma invasão alienígena. Esses alienígenas são uma espécie de fungo que infecta as pessoas e se nutre delas, assumindo uma forma física parecida com uma fuinha. Um desses alienígenas, apelidado de Sr. Cinza, entra no corpo de Jonesy e usa seu corpo para seus propósitos. No decorrer da história, os quatro amigos estarão lidando com uma poderosa entidade maligna e que derrotá-la pode significar salvar o mundo inteiro.

O livro é narrado de vários pontos de vista diferentes, enquanto vários personagens seguem para o mesmo destino simultaneamente e é, em essência uma história de perseguição. Mas ela também fica indo e voltando acompanhando também a infância dos protagonistas, o que explica algumas coisas que estão acontecendo no tempo presente da trama.

Apesar desse vai e vem, que pode irritar alguns leitores que preferem uma narrativa que vá mais direto ao ponto, é bom ressaltar qu Stephen King é um escritor muito habilidoso e que gasta bastante tempo garantindo que você se envolva com a história e os personagens de O Apanhador de Sonhos.

Dos quatro personagens principais, nem todos chegarão vivos ao final do livro. E King garante, de forma até sutil, que você sinta a morte desses personagens; que você entenda quem eles são e por que ele são assim, e que você fique triste quando eles morrem. Ele é bem-sucedido.

O Apanhador de Sonhos é um livro assustador, inusitadamente engraçado, emocionante e triste e, no geral, uma experiência muito envolvente e de tirar o fôlego.

Roberto Fideli

Jornalista e mestrando da Faculdade Cásper Líbero. Fanático por cinema, desenhos japoneses, fantasia e ficção científica. Seu sonho é ser piloto de naves espaciais, mas não tem coordenação motora para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *