Top 5: Filmes de super-heróis

Super-Heróis são muito recorrentes nas produções cinematográficas atualmente. Só em 2014 tivemos duas ótimas adaptações de quadrinhos, com X-Men: Dias de um Futuro Esquecido Capitão América: O Soldado Invernal, ambos da Marvel. No entanto, os super-heróis vão além das histórias em quadrinhos. Confira quais foram os cinco melhores filmes com personagens que são super-heróis a irem para as telas.

5. Hulk (2003)

5. Hulk 2003

Os efeitos especiais deixam a desejar e o filme foi fracasso de público, além de manter os críticos divididos. Nem a extraordinária trilha sonora de Danny Elfman e sequências de ação de tirar o fôlego salvaram a obra de uma catástrofe. Então, por que este filme entrou na lista dos cinco melhores filmes de super-heróis? Por que provavelmente é o mais desmerecido e mais introspectivo filme da Marvel lançado até hoje. Em um filme trágico e ousado, Ang Lee buscou os demônios mais profundos do personagem de Bruce Banner, interpretado por Eric Bana. Uniu estética de quadrinhos com William Sheakespeare e tragédias gregas. Ma sua ousadia foi sua ruína. Não é de se espantar que os fãs não gostaram. Bons tempos em que o Hulk simplesmente ficava irritado e saía destruindo tudo por aí.

PS: A cena dos cachorros é ridícula e podia ter sido cortada da versão final.

4. X-Men (2000)

4. X Men 2000

Apesar de avanços significativos na franquia como X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, o melhor filme sobre os mutantes ainda é o primeiro. Este filme foi responsável pela introdução de Hugh Jackman, que se uniu a um elenco de estrelas para dar vida aos personagens dos quadrinhos com mais vivacidade e, principalmente, humanismo do que qualquer outro filme da história da Marvel. Muitos acreditam que quanto mais elaborada a trama, melhor o resultado, mas Bryan Singer, que retornou finalmente à franquia que ele consolidou, acreditou que menos é mais. Não podia ter mais razão.

PS: A trilha sonora de Michael Kamen é um dos melhores temas para super-heróis já criados.

3.  O Cavaleiro das Trevas (2008)

3. O Cavaleiro das Trevas 2008

Em termos de qualidade cinematográfica, é discutível que O Cavaleiro das Trevas tenha ficado apenas na terceira produção. Este marco cinematográfico dirigido por Christopher Nolan, contou com a emblemática atuação de Heath Ledger, como o psicótico, maníaco e masoquista vilão Coringa. Mas Christian Bale como Batman, e Michael Cane como Alfred também ajudaram este filme a se tornar um clássico contemporâneo. A parte negativa ficou por conta de Harvey Dent, mas não pela interpretação de Aaron Eckhart, mas pela inverossimilhança no terceiro ato do filme que levou por água a baixo toda a estética realista que Nolan tão meticulosamente criou.

PS: A sequência da perseguição dentro do túnel valeu o filme. E a fotografia de Wally Pfister é fantástica.

2. O Ultimato Bourne (2007)

2. O Ultimato Bourne 2007

Os dois primeiros filmes nesta lista, ironicamente não são baseados em histórias em quadrinhos, mas não deixam de ser filmes de super-heróis. Jason Bourne é um assassino da CIA interpretado por Matt Damon que perdeu a memória depois de uma missão fracassada. O Ultimato Bourne é o terceiro e mais bem realizado filme da franquia. Com uma trama inteligente o bastante para deixar cineastas como Christopher Nolan de queixo caído e uma direção inacreditável de Paul Greengrass, Bourne se tornou o personagem mais influenciável do cinema de ação contemporâneo. Vocês podem encontrar essas influências no filme Capitão América: O Soldado Invernal. Mas ninguém consegue manter o ritmo e ação tão constantes e tão intelectualmente estimulantes quanto o Bourne, cena fantástica seguida de cena fantástica.

PS: Não assista a este filme se quiser uma trama mastigada e explicada. Vá ver Capitão América. – Isso não é uma crítica.

1. Corpo Fechado (2000)

Corpo_fechado

O último e mais incompreendido filme da lista é justamente o primeiro colocado. Depois do sucesso de O Sexto Sentido, o cineasta indiano M. Night Shyamalan engatou logo seu segundo filme, uma visão sombria, humana, triste e realista do que seria a vida de um super-herói que desconhece seus poderes. David Dunn, interpretado por Bruce Willis, no melhor papel de sua carreira, é um homem comum que vive na Pensilvânia e tem sua vida virada de cabeça para baixo depois que ele se torna o último sobrevivente de um acidente de trem, milagrosamente sem um arranhão. Ele logo começa a ser perseguido por Elijah Price (Samuel L. Jackson, também incrível) que acredita ter a chave para desvendar seu mistério. Um roteiro bem amarrado, uma fotografia incrível e a trilha sonora maravilhosa de James Newton Howard se somam aos personagens extremamente complexos criados por M. Night Shyamalan em um filme com uma força emocional fora do comum. Nunca um super-herói foi retratado de forma tão humana. E profunda.

PS: Preste atenção nas cores, elas desempenham uma função.

Roberto Fideli

Jornalista e mestrando da Faculdade Cásper Líbero. Fanático por cinema, desenhos japoneses, fantasia e ficção científica. Seu sonho é ser piloto de naves espaciais, mas não tem coordenação motora para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *