The Game: Um jogo de realidade

o-jogo-darkside-books-the-game-trilogy-capa

O livro The Game, o primeiro da trilogia de mesmo nome, do sueco Anders de la Motte, traz como plot temas recorrentes na sociedade da informação. Ou seja, temas que acompanhamos no dia a dia, colocados em forma de uma ficção que mistura tecnologia, romance policial e um jogo de realidade.

Os protagonistas são HP e Rebecca, ele é um ex-prisioneiro em condicional, e ela uma policial do serviço de segurança sueco, mas têm muito mais em comum do que é possível observar à primeira vista.

Compre O Jogo – Trilogia The Game na Amazon e ajude o Who’s Geek

Voltando para casa numa manhã, HP encontra um celular aparentemente perdido em um vagão do metrô. Esse estranho aparelho com o número 128 o convida a jogar. O jogo proposto tem algumas regras, mas a principal é não falar sobre ele com ninguém. Caso aceite, HP deve cumprir algumas missões, que valem pontos, que por sua vez valem dinheiro de verdade. Sem muita hesitação, ele entra nesse estranho jogo, roubando um guarda-chuva de um senhor do mesmo vagão.

Assim começa sua empreitada para se tornar o melhor dos jogadores, cumprindo as mais ousadas missões e, muito importante, gravando todas elas com a câmera do aparelho de telefone. Essas gravações posteriormente são editadas e colocadas em uma rede fechada, em que outras pessoas podem dar notas. Tudo corre relativamente bem, até que uma missão o leva a jogar pedras no carro de sua irmã e ele vai preso. A partir daí, sua desconfiança com o jogo e suas implicações reais se tornam o centro da narrativa.

Com uma escrita que mistura acontecimentos frenéticos, diferentes pontos de vista e reflexões dos personagens, Anders de la Motte traz em The Game uma crítica à sociedade do espetáculo, ao comportamento social de postar tudo o que acontece na internet e à espionagem tecnológica que todos sabemos que existe após a divulgação dos arquivos da NSA.

Se a NSA sabe tudo o que acontece no mundo, o Mestre do Jogo também. E seja lá quem ele for, parece disposto a acabar com HP por abrir a boca sobre o jogo, e não faltam recursos para isso. Afinal de contas, o jogo é algo mundial, além de todas as possibilidades imaginada, e a internet foi apenas uma maneira de facilitar seu funcionamento. Quem manda no mundo? O Mestre do Jogo. Por meio de suas formigas, ou pessoas comuns, consegue manipular governos, decisões políticas, guerras, resultados de campeonatos esportivos… Diga o que for, e ele pode arranjar. Afinal de contas, qualquer um com dinheiro e motivações pode delegar uma missão aos jogadores, que, ávidos por reconhecimento, fazem o que é mandado, sem pestanejar.

O fato do autor ter trabalhado com Segurança da Informação e na Polícia certamente enriquecem a narrativa. São detalhes e mais detalhes que criam um universo verossímil, e não há motivos para que não seja real. The Game poderia muito bem ser inspirado em fatos reais. Talvez seja, se você gostar muito de teorias da conspiração. De fato, é tudo tão real que é difícil saber o que é fato e o que é ficção, quando o autor traz tantos argumentos, baseados em espionagem de dados e na louca vontade das pessoas de ganhar reconhecimento on-line.

Publicado no Brasil pela nossa editora parceira Dark Side Books, The Game é um livro muito intrigante, e não vejo a hora de ler o segundo volume, com lançamento previsto para outubro de 2015, ou seja, ainda este ano. Certamente um bom pedido para aqueles que gostam de intrigas políticas, tecnologia e, é claro, uma pitada de teoria da conspiração.

O livro foi enviado como cortesia por conta da parceria entre o Who’s Geek e a Dark Side. Encontre a Dark Side nas redes sociais: Twitter / Facebook / Instagram / YouTube / G+

Anders de la Motte. Trilogia The Game – Volume 1 (The Game). Editora Dark Side. Tradução de Alexandre Matias e Mariana Moreira Matias. 2015, 272 páginas

Gabriela Colicigno

Jornalista, ruiva, nerd, geek e louca por chocolate. Passa a maior parte do tempo do dia no computador, vendo seriados no Netflix, lendo um livro, ouvindo música ou brincando com os gatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.